Mesmo desfalcada das principais jogadoras, a Seleção Brasileira feminina de basquete defendeu seu favoritismo e conquistou o título do Campeonato Sul-Americano. Na noite desta quinta-feira, a equipe comandada pelo técnico Paulo Bassul bateu a Argentina por 84 a 67 (43 a 26 no primeiro tempo) na final em Loja, Equador, garantindo o 12º título consecutivo do torneio.



Além da defesa da tradição, a Seleção Brasileira aproveitou a disputa continental para se preparar para o Torneio Pré-Olímpico Mundial. A competição, que começa dia 9, em Madri, na Espanha, definirá as cinco últimas seleções classificadas para os Jogos Olímpicos de Pequim.


Bassul e sua comissão técnica usaram o Sul-Americano como laboratório para definir as jogadoras que permanecerão no grupo para o próximo torneio. Sem sofrer nenhuma derrota na campanha, a equipe brasileira manteve uma invencibilidade em quadra iniciada na edição de 1986, completando 58 jogos sem perder. Este é o 21º título nacional no sul-americano e a vitória de número 33 sobre as argentinas em 35 confrontos diretos pelo torneio.


Apesar da vitória com placar folgado, as brasileiras começaram mal no confronto e foram surpreendidas na primeira parcial. Aproveitando as falhas da equipe verde e amarela, a Argentina fechou o primeiro quarto na frente com 19 a 16.


Após o intervalo, contudo, a situação se estabilizou. O Brasil assumiu o controle em quadra e acertando o ataque e melhorando a defesa, virou o placar para fechar o primeiro tempo com 43 a 26.


A ala/armadora Karla foi o destaque do período com 18 pontos para o grupo nacional. Com a vantagem construída, as brasileiras não deram mais chances às adversárias, que não conseguiram mais diminuir o prejuízo, perdendo a terceira parcial por 65 a 48.


Pensando agora na disputa do Pré-Olímpico na Espanha, a Seleção recebeu duas más notícias na última semana. A armadora Adrianinha e a pivô Érika não irão participar da competição pela Seleção. A primeira pediu dispensa por motivos particulares e a segunda foi cortada porque sofreu uma fratura por estresse durante a disputa da temporada da WNBA, nos Estados Unidos. O Brasil estréia no Pré-Olímpico dia 10, enfrentando a seleção das Ilhas Fiji. A segunda adversária será a seleção espanhola.


(Fonte: Gazeta Press)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui