Rodrigo Ramos foi bicampeão pelo Palmas nos anos de 2000 e 2001 e vice em 2002 – Fotos: Arquivo Pessoal
Rodrigo Ramos foi bicampeão pelo Palmas nos anos de 2000 e 2001 e vice em 2002 – Fotos: Arquivo Pessoal

 

Bicampeão pelo Palmas nos anos de 2000 e 2001 e vice em 2002 com jogos memoráveis. No mesmo ano (2002) ainda vestiu a camisa do Tocantinópolis. Estamos falando do goleiro Rodrigo Ramos, que teve uma história marcante e bonita no futebol tocantinense. “Palmas foi o clube que abriu as portas para que eu fosse jogador profissional”, ressalta o goleiro, que hoje é jogador do Maranhão Atlético Clube, em São Luís.

 

Rodrigo Ramos lembra que era jogador Atlético Goianiense e foi emprestado ao Palmas. Na época, em 2001, o Rodrigues  Gato, que era dirigente do Tricolor, na devolução para o Atlético (time de origem), conversou com o técnico do Dragão, Amador Bucar, dizendo que o goleiro havia se destacado no Campeonato Tocantinense e desse uma oportunidade para o jovem no time Goiano. Fato que ocorreu, e Rodrigo Ramos acabou sendo campeão pelo time goiano. Rodrigo Ramos agradece os dois clubes porque, segundo ele, foi nesta época que ele começou a aparecer para o futebol nacional.

Saudade
Pelas idas e vindas a Capital, Rodrigo Ramos disse que entre 2000 e 2002 viu a cidade crescendo para ambos os lados. “Fiz grandes amigos por aí”. A última vez foi no ano passado quando o time do Moto Clube foi enfrentar o Sparta, em Araguaína, pela Série D, a delegação treinou na Escolinha Nilton Santos (Arno 43). “Foi legal relembrar o local onde fui campeão pela primeira vez pelo Palmas, em 2000. “ Tenho muita saudade daí. Vivi muita coisa boa na minha carreira em Palmas. Foram três anos jogando pelo clube. Tenho um carinho muito especial pois marcou bastante”, comentou ele.

Jogos Inesquecíveis
Durante os três anos de Palmas contando suas idas e vindas do Atlético Goianiense, Rodrigo Ramos disse que teve dois momentos inesquecíveis na carreira pelo Tricolor.

A primeira na final de 2001 contra o Tocantinópolis quando defendeu dois pênaltis e ajudou o Palmas a conquistar o bicampeonato na época. Mas ele lembrou de um episódio engraçado que aconteceu aquele dia no Estádio Lauro Assunção, em Tocantinópolis. Além desta façanha nas cobranças de penalidades, o que chamou a atenção foi a “Invasão das Abelhas” nas arquibancadas. “Foi uma correria por tudo quanto era canto, jogadores, arbitragem, torcedores, mas depois tudo voltou ao normal. Naquele campeonato ainda fui eleito o melhor jogador”, destacou ele.

2000 Ficha técnica
Data: 25/06/2000 – Palmas 2 x 0 Interporto
Palmas: Rodrigo Ramos; Jannair, Eugênio, Emerson e Eudes; Adeildo, Matera, Quezado e Wesnalton; Belziran (Arismar) e Maycon. Técnico: Carlos Magno
Interporto: Mateus; Cebola (Edson), Ceará (Valdo), Den e Geovânio; Tiú, Flávio, Adalto e Raí; Alexandre e Licuri. Técnico: Rochinha
Árbitro: Enivaldo Ribeiro de Almeida
Local: Campo da 407 Norte (Arno 43)
Gols: Matera, aos 8 do 1° tempo e Eudes, aos 28, do 2° tempo

2001 Ficha Técnica
Data: 31 de junho de 2001 – TEC 1 x 1 Palmas
Palmas: Rodrigo Ramos; Marcelo Cândido, Romílton, Eugênio e Eudes; Adeildo, Matera e Cidney (Arismar e Ferdinando) e Wesnalton; Licuri e Índio. Técnico: Ivan Gradin.
TEC: Régis; Sizinho (Jobson), André, Rubens e Giovânio; Mezaque, Edgar, Mazinho (Raí) e Alencar (Efrain); Gelo e Carrapeta. Técnico: Sérgio Belfort.
Local: Estádio Lauro Assunção – Tocantinópolis.
Árbitro: Francisco Leone
Gols: Gélo 2 minutos e Eudes aos 15 minutos ambos no segundo tempo.
Nos Pênaltis: TEC 4×5 Palmas
Marcaram pro Palmas: Eugênio, Ferdinando, Licuri, Matera e Lalá.

A segunda partida inesquecível defendendo as cores do Palmas foi durante a primeira partida oficial do Estádio Nilton Santos (18/01/2001), quando Wesnalton marcou o primeiro gol oficial no estádio naquela vitória diante do Gama (DF) por 2 x 0, pela Copa Centro-Oeste. “Foi importante porque o Estádio Nilton Santos neste dia estava cheio e foi legal ver a galera empurrando o Palmas”, lembrou. https://aloesporte.com.br/meia-wesnalton-foi-o-autor-do-1o-gol-oficial-no-nilton-santos-em-2001/

Jogadores mais próximos
Rodrigo Ramos destaca que quando esteve no Palmas, os jogadores mais próximos dele era o meia-atacante Wesnalton, o zagueiro Moacri, o volante Ferdinando, o atacante Arismar e o meio-campista Leandro Matera. “Gostava de todo mundo no clube, mais estes sempre conversavam mais comigo.

Fora de campo o que gostava de fazer
Pela convivência em Goiás sempre gostou de músicas sertanejas. E quando tinha algum show sertanejo na Capital gostava de ir, isso quando não estava jogando ou treinando, em dias de folga. Disse também que gostava de ir ao shopping assistir filme e ir a barzinhos em Palmas. “Este era nosso programa naquela época quando estávamos de folga pelo clube”, ressaltou Ramos.

Vida pessoal
Natural do interior de São Paulo, da cidade de Indiaporã,Rodrigo Ramos disse que viveu pouco em solo paulista, já que muito tempo de sua vida sempre morou em Goiás e no Maranhão. “Só nasci em São Paulo. Minha vida sempre foi viver no mundo, em razão da profissão. Hoje tenho residência fixa, em Imperatriz, no Maranhão”.

Rodrigo Ramos é casado com Paula Delane, com quem tem dois filhos. De outros relacionamentos teve outras duas filhas.

No futebol passou pelo Atlético Goianiense, Minaçu (GO), Palmas, TEC, Grêmio Inhumense (GO), Guará (DF), Treze da Paraíba, Atlético Alagoinhas (BA). No futebol do Maranhão, Rodrigo Ramos já está há 16 anos, sendo que jogou cinco no Imperatriz (Cavalo de Aço), oito anos no Sampaio Corrêa (MA), dois anos no Moto Club (MA) e atualmente é jogador do Maranhão Esporte Clube, de São Luís. No Sampaio Corrêa fez história, sendo um dos jogadores que mais vestiu a camisa tricolor nos últimos anos, com mais de 300 partidas disputadas.

Títulos
Sampaio Corrêa
Brasil Campeonato Brasileiro – Série D: 2012
Maranhão Campeonato Maranhense: 2010, 2011, 2012, 2014
Maranhão Copa União do Maranhão: 2011 e 2012
Maranhão Copa São Luís: 2013
Imperatriz
Maranhão Campeonato Maranhense: 2005
Palmas
Tocantins Campeonato Tocantinense: 2000 e 2001
Moto Club
Maranhão Campeonato Maranhense: 2016 e 2018
Títulos Individuais
Tocantins –Melhor goleiro de 2001 – Palmas
Maranhão Melhor goleiro: 2006, 2012, 2013 e 2014

Perfil
Nome: Rdorigo Ramos Massensini
Idade: 41 anos
Posição: Goleiro
Altura: 1,83m
Natural: Indiaporã (SP)
Esposa: Paula Delane
Filhos: 4

www.aloesporte.com.br

Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui