Matheus (E) ao lado de Deuzimar no Gurupi Esporte Clube

Massagista revelado no Gurupi sobe com o Atlético Goianiense para a Série A

Massagista revelado no Gurupi sobe com o Atlético Goianiense para Série A. Uma vitória até certo ponto inesperada do São Bento, já rebaixado, em cima do favorito América Mineiro por 2 x 1, em pleno Estádio Independência, em Belo Horizonte e o empate sem gols entre Atlético (GO) x Sport, em Goiânia, garantiu ao Dragão o retorno à elite do futebol Brasileiro. E lá no meio de jogadores, comissão técnica, dirigentes e torcedores, um jovem promissor na carreira de massagista. Trata-se do tocantinense de Gurupi, Matheus Alves Machado, 23 anos.

Matheus nos vestiários do General Sampaio quando era massgista do Interporto

Matheus como é conhecido no futebol tocantinense, pois já trabalhou no Gurupi, Interporto e Araguaína aqui no futebol tocantinense.

“Agradeço minha família que sempre me apoiou e me deu total suporte. Também, todos os meus amigos e que torcem pelo meu sucesso. E agradecer a Deus por tudo que vem fazendo em minha vida. Deus tem um propósito na vida de cada de nós, basta você acreditar.”, comemorou Matheus acrescentando ainda, que passou por muitas coisas na vida, mas em nenhum momento abaixou a cabeça. “Deus aponta a estrela que tem que brilhar”, crê o jovem Matheus.

Jovem Matheus segura bolsa durante trabalho em jogo do Atlético Goianiense pelo Brasileirão Série B – Fotos: Arquivo Pessoal

Carreira

Matheus, que é natural de Gurupi, faz questão de lembrar que sua carreira começou no Gurupi Esporte Clube. Segundo ele, com 16 anos, já era auxiliar de roupeiro no Camaleão. Logo depois um amigo chamado Rafael (fisioterapeuta) perguntou a ele se queria ser massagista. Aceitou e disse que Rafael é uma pessoa que só tem a agradecer pela oportunidade de ajudá-lo em ser um grande profissional hoje.

Matheus disse que trabalhou durante sete anos no Gurupi, onde viveu grandes momentos.  “O clube que abriu as portas para mim”, disse. Também trabalhou no Interporto, em 2018. No Araguaína, em 2017, onde viu o time retornar à elite do futebol tocantinense.

No Atlético Goiainense, ele conta que chegou no dia 25 de junho de 2018. Segundo ele, foi  para trabalhar na base do clube onde permaneceu por seis meses. Já em dezembro  do ano passado subiu ao time profissional para ser o primeiro massagista do clube. De cara esteve junto do grupo que foi coroado com título do Campeonato Goiano e agora para fechar o ano bem o acesso de volta apara Série A.

“Tenho somente que agradecer Atlético pela oportunidade  e por tudo que tem feito por mim. Um clube bastante renomado no futebol brasileiro e com estrutura gigantesca.Objetivo é permanecer na Série A do ano que vem. Vamos lutar para que isso aconteça”, finalizou Matheus, ressaltando, que  vive Dragão um dos momentos mas felizes de sua vida. Segundo ele, é bom saber que não só ele como outros jogadores do Tocantins irão representar o Estado do Tocantins na Série A.

Quem também voltou à Série A é o zagueiro Wallisson Maia, natural de Natividade. Ele é jogador do Coritiba, que venceu o Vitória, de virada por 2 x 1, em Salvador, e também conseguiu garantir uma das quatro vagas para o Brasileiro da Série A 2020. Além de Matheus (Atlético Goianiense), Walisson Maia (Coritiba), Lucas  Tocantins (Coritiba), tem o Marlone (Goiás), Eder (Gurupi/Sport) e o Lucca (Bahia).

 

www.aloesportporte.com.br  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui