O governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), lançou na tarde desta quinta-feira, 4, a 29ª edição dos Jogos Estudantis do Tocantins (Jets) e também a 6ª edição dos Jogos Estudantis Paradesportivos do Tocantins (Parajets), no auditório do Palácio Araguaia em Palmas.

No Palácio, compareceram representantes das 13 Diretorias Regionais de Educação acompanhados dos assessores técnicos de desporto educacional de cada regional. O auditório esteve lotado, e os homenageados foram os atletas que participaram das competições no ano de 2018.

Adriana da Costa Pereira Aguiar, secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, elogiou o evento e apontou vantagens no trabalho pedagógico envolvendo o esporte. “Esporte e educação devem caminhar juntos para se ter sucesso na aprendizagem. Articular a educação básica, socializando os estudantes por meio do esporte, preenche o tempo deles e contribui para tirá-los da ociosidade. As atividades esportivas, nas diversas modalidades, os tornam cidadãos mais conscientes e preparados para a vida”, pontuou.

Leilane Asakradi, atleta do Centro Educacional Fé e Alegria Frei Antônio, de Tocantínia, escola jurisdicionada à Diretoria Regional de Educação de Miracema, esteve com seu time que foi campeão nos Jets do ano passado. Para ela, o trabalho em conjunto contribui muito em diversas áreas. “Estou aqui com mais nove amigas jogadoras. Além desse evento ajudar no nosso desenvolvimento, podemos fazer mais amizades, e com isso trocar ideias sobre os jogos. A gente se sente mais segura quando estamos juntas para os treinos. Espero alcançar melhores resultados nesse jogos”, destacou.

Segundo Vanderlino dos Santos, o “Deínha”, técnico do time de Tocantínia, é um desafio muito bom ser técnico de uma equipe composta somente por mulheres indígenas da etnia Xerente. “Fomos campeões regionais no ano passado, e vencemos também a fase estadual. Competimos em Manaus, na fase Regional. A grande motivação para isso tudo foi ver as meninas participando de um grande evento. Aproveitamos esse momento agora para incentivar cada vez mais a participação de todos nos jogos”, comentou.

Ilquias Lopes, para-atleta, falou sobre suas conquistas e competições que participou. “Sou para-atleta do projeto Reviver, convocado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) para representar o Brasil nos Jogos Parapan-Americanos de Jovens. Isso é fruto da participação primeiramente nos Jogos Paradesportivos Estudantis do Tocantins, evento realizado pela Seduc. Após disputar competições estaduais , representei o Estado em competições nacionais, me destacando em vitórias importantes no Circuito Caixa Loterias de Paratletismo, em Brasília e São Paulo”, destacou.


Leilane Asakradi foi uma das atletas homenageadas no evento – Marcio Vieira / Governo do Tocantins

Atletas foram homenageados durante o evento – Marcio Vieira / Governo do Tocantins

Site


Segundo “Deínha” é um desafio excelente ser técnico do time indígena -Marcio Vieira / Governo do Tocantins

Uma novidade para este ano é o hotsite dos Jogos. Na página é possível encontrar notícias, vídeos e regulamentos dos Jets e dos Parajets.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui