Rogério Ceni ainda não balançou as redes em 2008 durante as 11 primeiras rodadas do Campeonato Paulista. Com 78 gols na carreira (46 de falta e 32 de pênalti), ele é o principal goleiro-artilheiro da história do futebol mundial.


Se quebrar o jejum de gols na temporada na estréia do São Paulo na Copa Libertadores da América, na quarta-feira, contra o Atlético Nacional, em Medellin, o camisa 1 estará, mais uma vez, batendo um novo recorde no clube.


Ele tem 10 gols na Copa Libertadores da América e já é, ao lado de Muller, Palhinha e Pedro Rocha, o maior artilheiro do Tricolor na competição.


Como de praxe, Rogério minimiza o feito e só pensa em sair de Medellin com um resultado favorável.


”As marcas pessoais valem apenas se forem seguidas com títulos e o que realmente importa neste momento é fazer uma boa estréia e trazer pontos importantes da Colômbia”, afirma o capitão, que já fez 47 jogos pelo São Paulo na Copa Libertadores da América.


Fonte: Site oficial do São Paulo (www.spfc.com.br)



 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui