Tony Júnior exibe a camisa ao lado do dirigente alemão: o FCA 04 Darmstadt – Fotos: Arquivo Pessoal

Garoto nascido em Paraíso do Tocantins foca na carreira e assina pré-contrato para atuar na Alemanha

Garoto nascido em Paraíso do Tocantins foca na carreira e assina pré-contrato para atuar na Alemanha. Insistência, foco e objetivo. É assim que podemos classificar o jogador Tony Júnior, natural de Paraíso, 17 anos, com passagens por algumas equipes de base do Estado de São Paulo como Brasilis (Águas de Lindoia), São José e Rio Claro. Apesar da pouca idade, já está vivendo na Alemanha com um pré-contrato assinado, e onde sonha conquistar sua meta. “Meu sonho é tornar-se um jogador profissional de um nível elevado, e jogar naqueles estádios lotados, como a maioria sonha”, aposta o garoto, que é atacante.

Carreira
Tony Júnior começou cedo no futebol. Logo aos três anos, seus pais o colocaram em escolinha assistencial de futebol chamada GET ( Grêmio Esportivo Tocantinense ) da sua cidade natal, Paraíso do Tocantins. Segundo ele, com isso cresceu se envolvendo com futebol (uma fase muito boa). Mas conta que não tinha um porte físico ideal, pois pela sua idade não tinha crescido o suficiente para encarar esse esporte. Porém, nas competições de sua categoria as equipes nas quais ele vestia a camisa sempre estava nas cabeças do campeonato “ou éramos campeões ou vice”. E sempre terminava como artilheiro ou um melhor jogador do torneio..

Já aos 14 anos, Tony Júnior, ressalta que participou de uma seletiva que aconteceu em Palmas, pela Escolinha do Fluminense. Segundo ele, nessa oportunidade o captador (olheiro) de jogadores de nome Alan, apresentou a uma equipe na cidade de Águas de Lindoia (SP), onde participou uma semana de testes pelo Brasilis (equipe da 4ª Divisão Paulista). “Após os testes, em uma sexta-feira de janeiro de 2017, o treinador que fez avaliação perguntou ao meu pai (Tony) que esteve junto comigo no teste, se ele teria coragem de me deixar no alojamento do CT do Brasílis por mais algum tempo”, recordou. Após uma conversa entre pai e filho ficou acertada a sua permanência (Tony Júnior) no clube do interior de São Paulo. “Imediatamente respondi que sim. Ele ainda me falou que Águas de Lindoia a Paraíso era bem longe, e que para eu ter que buscar não seria tão fácil, mesmo assim decidi ficar”, comentou o garoto.

Recaída
Sentindo saudades da família, Tony Júnior disse que após três meses ligou para o pai querendo voltar para Paraíso, mas o senhor Tony pediu a ele para dormir aquela noite e no dia seguinte voltaria a tratar novamente do assunto. “Na manhã eu respondi ao meu pai que não queria voltar e que era somente uma saudade que estava passando naquele momento”, destacou.


Pelo Brasilis participou do Campeonato Paulista Sub-15, mas sabia que não teria tantas oportunidades, pois a equipe era muito boa e bem treinada. Mas conta Tony Júnior que no primeiro jogo o treinador resolveu testá-lo. A partida estava empatada em 2 x 2 e Tony Júnior entrou em campo para desempatar o jogo fazendo 3 x 2, e saindo da cidade de Mogi Mirim (SP), contra o próprio Mogi Mirim com a vitória.”Fiquei muito feliz, mas daquele dia em diante eu não tive mais tantas oportunidades para jogar nos jogos oficiais. Mas posso dizer que foi tudo de bom. E acabei saindo por conta própria”, comentou.

Ao completar 16 anos, foi selecionado para uma temporada em um CT na cidade de Bragança Paulista. Apesar de naquele momento não ter achado muita vantagem pela decisão tomada, pois esse centro de treinamento não participava tanto de competições. No entanto, Tony Júnior, relata que pelo outro lado aprendeu muito a se relacionar e respeitar as pessoas.

Já no ano que completaria 17 anos, novamente por buscar melhores colocações no futebol, participou de uma seletiva na cidade de São José dos Campos, onde conseguiu fazer parte do elenco para o Campeonato Paulista Sub-17 de 2019. “Não fomos bem no campeonato, mesmo me entregando, dedicando e trabalhando para atuar e fazer o que mais gostava. O São José não se classificou para a fase seguinte”. Com isso, Tony Júnior disse que ficou um tanto desolado e chateado com a situação. Mas recorda que poucos dias depois surgiu uma oportunidade para jogar na equipe da cidade de Rio Claro, nessa mesma temporada, em 2019. Saiu do São José e foi atuar pelo Rico Claro.

Rio Claro
Segundo o tocantinense, no Rio Claro também não era grande estrutura, mas era uma família acolhedora, tanto que se sentia em casa, pois moram todos juntos em um alojamento. Lá ele teve muito incentivo e ainda disputou vários jogos pelo paulista Sub-17. “Fiz boas partidas competitivas, atuava bem, até que nossa equipe por muito pouco não passou para a fase seguinte, mas lá foi tudo de bom, ainda tive oportunidade de atuar na Copinha”, disse ele, que aproveitou para agradecer aos professores Santana e Assumpção, além da tia esposa do Santana.

Alemanha
No início de 2020 veio a oportunidade do Futweekend, onde participou três dias de uma seletiva, onde centenas de atletas buscavam seus sonhos e o Tony Júnior era um deles, e segundo ele, fez boas partidas e teve a oportunidade escolher em jogar no exterior por algumas equipes de países diferentes, um deles foi o FCA-04 da Alemanha, mas sua idade e a pandemia de Coronavírus (Covid-19) não contribuíram muito, pois o tocantinense chegou na Alemanha no início de março de 2020.

Na primeira semana a comissão técnica fez avaliação deu a oportunidade nas categorias Sub-19, Sub-23 e profissional. “Sem dúvida, essa foi uma das maiores alegrias dentro do futebol na minha vida, pois nunca havia pensado que já chegaria e tivesse essas oportunidades”, agradeceu.

Antes de retornar ao Brasil, Tony Júnior deixou assinado um pré-contrato com o time Alemão – Divulgação

Na segunda semana na Alemanha Tony Júnior disse que seus treinos estavam muito bons e já estava com o time profissional, mas, tinha outro detalhe: o jovem de Paraíso só completará 18 anos, no dia 2 de junho, e em razão disso não poderia atuar em nenhuma categoria enquanto não fizesse a maior idade. “Mas, com isso tudo, veio a triste pandemia da Covid-19, que fez o mundo inteiro parar, inclusive o futebol. No final de abril tive que voltar para o Brasil, aguardar a quarentena”, explicou, mas a boa notícia fica por conta que nesta volta ao Brasil deixou um pré-contrato assinado e com esperança de atuar na Alemanha a partir de agosto.No futebol tocantinense, Tony Júnior foi campeão tocantinense Sub-15 pela Arne 64, em 2016.

Perfil
Nome: Tony Stteffen Gomes Rego Junior
Apelido: TJ
Natural: Sou de Paraíso do Tocantins
Idade: 17 anos
Posição: Atacante
Ídolo: Suárez e Coutinho
www.aloesporte.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui