Jornalistas
Da esq. para a dir., João Palomino, Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi e Rafael Oliveira (Foto: Reprodução)

ESPN Brasil corta vice de jornalismo e mais quatro nomes de peso da crônica esportiva

A ESPN rescindiu o contrato com o vice-presidente de jornalismo e produção da emissora no Brasil, João Palomino. Junto com ele, outros quatro nomes de peso foram demitidos na manhã desta quarta-feira: os comentaristas Rafael Oliveira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi, além da gerente de produção Renata Netto. Outros cortes podem ser anunciados nas próximas horas.

O contrato de Juca Kfouri se encerrava no dia 29 deste mês. De acordo com o comentarista e blogueiro do UOL Esporte, a emissora não ofereceu uma renovação e optou pelo término do vínculo.

João Carlos Albuquerque, conhecido como João Canalha, estreou na ESPN em 1995 no programa “Limite”. Em 2000, ele deixou o canal e retornou cinco anos depois para apresentar o Bate Bola 1ª Edição. Até o momento, o jornalista era o comandante do Bate-Bola Na Veia e o Bola da Vez.

A gerente de produção Renata Netto, Stela Spironelli, diretora de arte, e Guilherme Graziano, editor-chefe do canal e do programa “Bola da Vez”, tiveram seus vínculos com a televisão encerrados.

Em nota oficial, a ESPN Brasil explicou o que motivou o desligamento dos jornalistas da emissora:

– A ESPN vive um processo de transformação e adaptação para atender aos fãs, acionistas e clientes de esportes em meio às constantes mudanças no consumo de conteúdo. A reformulação faz parte do planejamento da emissora para o próximo ano que seguirá apostando no conteúdo ao vivo e nos direitos esportivos de futebol, tais como Premier League e La Liga, além das ligas norte-americanas como a NFL, NBA, MLB, NHL entre outras – dizia a nota.

Renata Neto entrou na ESPN Brasil em 1995 e foi repórter por dois anos. Depois de deixar a emissora e atuar nas TVs Globo e Record, Renata voltou para a ESPN em 2001 e atuou como editora-chefe do núcleo de esportes radicais por quase 10 anos. Ela se tornou chefe de redação em 2010 e, três anos depois, assumiu os cargos de gerente sênior de produção e coordenadora dos canais ESPN Brasil, ESPN e ESPN+.

Arnaldo Ribeiro começou na emissora em 2005, depois de passar pelo jornal ‘O Estado de S. Paulo’ e revista ‘Placar’. No inicio, o jornalista trabalhou como comentarista do Campeonato Argentino.

Ex-LANCE!, Eduardo Tironi ingressou no canal em 2012, como editor-executivo da sucursal da ESPN no Rio de Janeiro. Foi transferido para São Paulo em 2014 e continuou no mesmo cargo até a rescisão do contrato.

Rafael Oliveira (https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2019/08/14/demissao-de-rafael-oliveira-da-espn-brasil-causa-revolta-na-web.htm) estava na ESPN Brasil desde de 2013 e ganhou notoriedade como comentarista do futebol internacional. Antes, ele havia passado pelo Esporte Interativo.

(Fontes: https://www.lance.com.br/fora-de-campo/espn-demiti-vice-jornalismo-mais-quatro-nomes-peso.html)

https://esporte.uol.com.br/ultimas-noticias/2019/08/14/espn-demite-vice-presidente-de-jornalismo-joao-palomino-e-3-comentaristas.htm

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui