Capital anuncia a contratação do atacante Acosta ex-Corinthians

Visando as duas últimas rodadas do Campeonato Tocantinense, que retorna no dia 12 de dezembro, a diretoria do Capital Futebol Clube anunciou nesta manhã de terça-feira (7), por meio de uma rede social a contratação do atacante Beto Acosta para a disputa do estadual profissional 2021. Segundo o clube, o experiente atacante uruguaio já teve passagens pelo Corinthians, Náutico, Peñarol/URU e Seleção Uruguaia, dentre outros clubes do Brasil, e continua artilheiro por onde passa.

Segundo o presidente do clube, Ricardo Carreira (Ricanato), a aposta no jogador de 44 anos é saber primeiramente como ele se sentirá jogando o Tocantinense (dois jogos deste ano) que faltam para acabar a competição para o Capital e dependendo da resposta dele poderá acertar para o Tocantinense 2022. Outro fator importante é a questão de ser um jogador conhecido e que isso poderá trazer retorno ao clube.

BIOGRAFIA
Filho do volante Alberto Acosta, que atuou no Corinthians e Náutico nas décadas de 1980 e 1990, Beto Acosta iniciou sua carreira no Defensor Sporting em 1994.

Em 1997, foi para o Platense. No ano seguinte, para o Cerrito, onde conquistou o Campeonato Uruguaio da segunda divisão, em 2003. Já em 2005, transferiu-se para o Peñarol, clube pelo qual conquistou a Copa Montevideo, em 2006.

No início de 2007, após uma rápida passagem pelo ASKO Kara, de Togo, Acosta transferiu-se para o Náutico, onde se transformou em grande ídolo. Depois de marcar alguns gols no Campeonato Pernambucano da ocasião, o atacante destacou-se no Campeonato Brasileiro da Série A, com 19 gols.

Assim, sagrou-se artilheiro da competição Nacional, ficando atrás, apenas, do atacante Josiel, do Paraná. Com isso, foi indicado ao prêmio de melhor atacante do campeonato pela premiação Bola de Prata da Placar, garantindo a nomeação. Também foi indicado à premiação oficial da CBF.

Graças ao bom futebol demonstrado, passou a ser sondado por outras grandes equipes do futebol brasileiro. Santos, Cruzeiro, Fluminense e São Paulo foram alguns dos clubes que demonstraram interesse. Mas foi o Corinthians, no entanto, que, em 2008, adquiriu o atleta. Na equipe paulista, Acosta disputou o Campeonato Brasileiro da segunda divisão, mas, depois de algumas partidas, acabou indo para a reserva.

Acosta ficou marcado por ser um jogador de grande velocidade. Mesmo não sendo titular, marcou gols importantes durante a Copa do Brasil, em 2008, quando formava dupla com o argentino Herrera. Ambos foram importantes para que o Corinthians chegasse à final da competição, quando o Timão teve de se contentar com a vice-colocação. Durante a disputa do Campeonato Brasileiro do mesmo ano, o atacante sofreu uma fratura na perna, mas, ainda assim, conquistou o título. Também foi campeão do Campeonato Paulista, em 2009.

A passagem do uruguaio pelo Parque São Jorge não foi das melhores. O jogador, que tinha um dos mais altos salários do elenco, não repetiu as atuações que exibia no Náutico. Recuperado de lesão, voltou a trabalhar com os companheiros, entretanto, o Timão já havia ido às compras e contratado atacantes como Souza, Jorge Henrique e, principalmente, Ronaldo Fenômeno. Dessa forma, o atleta não chegou a ser utilizado pelo técnico Mano Menezes e, com pouco espaço no clube, com quem tinha contrato até o final de 2009, pediu para ser liberado.

Em maio de 2009, Acosta retornou por empréstimo ao Náutico,time que o projetou para o Brasil. No entanto, como não conseguiu manter uma boa sequência de jogos devido ao acúmulo de lesões sofridas, foi devolvido ao Corinthians em setembro. Em outubro, retornou ao Náutico, mas ao final do ano, com o rebaixamento do clube pernambucano para a Série B do Campeonato Brasileiro, regressou ao Corinthians. https://www.meutimao.com.br/jogador-do-corinthians/acosta

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui