Em uma atuação surpreendente, o Araguaína bateu o Tubarão por 3 x 0, em pleno Estádio Nilton Santos, ontem à noite, pela quarta rodada da segunda fase do Campeonato Tocantinense Grupo D. Com a vitória, o Tourão do Norte assumiu a terceira colocação com quatro pontos, um atrás do Tubarão e três do líder Juventude, que enfrenta neste domingo, o Palmas, último colocado da chave com dois pontos.


A notícia que correu nos bastidores antes da partida é que a diretoria do Araguaína estipulou aos jogadores e comissão técnica uma premiação de R$ 25 mil pela classificação à fase semifinal, além de R$ 2 mil por vitória e R$ 100,00 por gol marcado. Com este incentivo, a equipe literalmente voou em campo. Tanto que em menos de dez minutos já havia criado duas chances de gols para marcar com os atacantes Geovane e Michel Platini. Não demorou muito, o volante Rogério foi ao fundo e cruzou na cabeça do zagueiro Bruno para fazer 1 x 0. Só dava Araguaína. Aos 31 minutos, após cobrança de escanteio, o volante Leandro subiu sozinho e testou para o fundo das redes 2 x 0. Aos 35 minutos, ainda meio atordoado, o Tubarão levou o terceiro na falha da defesa que deixou o atacante Michael Platini dentro da área escolher e bater no alto do goleiro Pavão para ampliar o placar para 3 x 0.


Nocauteado
Nocauteado, o Tubarão veio com duas modificações para o segundo tempo feitas pelo técnico Vinícius Saldanha. Ele colocou Aurélio no lugar de Alex e Júnior Bala no posto de Guilherme. As alterações até que melhoram a equipe que criou várias oportunidades, mas esbarrou na péssima finalização de seus atacantes e na ótima presença do goleiro Alex, do Araguaína, o destaque da partida. O Araguaína jogou apenas nos contra-ataques. Pelo menos uns dois gols a equipe da Capital deixou de fazer. O lance mais perigoso aconteceu aos 39 minutos, quando o defensor Wagner fez pênalti no atacante Aurélio bem assinalado pelo árbitro João Sales que apitou bem a partida. Mas antes deste lance Juliano havia acertado o travessão de Alex e no rebote Aurélio sofreu o pênalti. O mesmo Juliano bateu fraco e o goleiro Alex advinhou o canto e espalmou a bola.


Na próxima rodada, o Tubarão enfrenta o Juventude, em Dianópolis e o Araguaína volta a jogar no Nilton Santos contra o Palmas.


Ficha técnica 
Tubarão:
Pavão; Guilherme (Júnior Bala), Daniel, Frasão (Gilson) e Cris; Doriva, Giliardi, Juliano e Marabá; Alex (Aurélio) e Ênio – Técnico: Vinícius Saldanha 
Araguaína: Alex; Rogério (Maradona), Wagner, Marraquete e Natan; Bruno(Jorge), Adenísio, Leandro e César Pica-Pau; Geovane(Ricardinho) e Michel Platini Técnico: Carmino Colombini 
Árbitro: João Sales – Assistentes: Fábio Pereira e Olavo Batista Local: Estádio Nilton Santos – Gols: Bruno, aos 9 minutos, Leandro, aos 31 minutos e Michel Platini, aos 35 minutos – todos no primeiro tempo.
Cartões amarelos: Daniel(Tubarão); Rogério, Natan, Leandro, Jorge, Wagner e Marraquete (Araguaína) – Vermelho: Jorge (Araguaína) – Renda: R$ 4.683,50 – Público Total: 581 


 


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui