Depois da reclamação de quatro jogadores da seleção brasileira contra a bola da Copa do Mundo, a fabricante da Jabulani, Adidas, defendeu seu produto nesta segunda-feira.


O porta-voz da empresa, Thomas van Schaik, manifestou surpresa com as reclamações. Como a bola foi lançada em dezembro, o representante explicou que não houve protestos de outros jogadores nos últimos meses.


Schaik, inclusive, afirmou que recebeu respostas positivas de atletas que treinaram com a bola desde seu lançamento. O porta-voz alegou que a Jabulani foi submetida a uma sequência de avaliações.


As críticas à bola foram feitas pelo goleiro Júlio César, os meio-campistas Júlio Baptista e Felipe Melo e o atacante Luís Fabiano. A principal crítica dos atletas foi em relação à mudança de direção da Jabulani.


(Fonte:gazetapress)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui