Da calmaria à tempestade. Assim pode se tornar a vida do Alvorada nos próximos dias no Estadual de Futebol do Tocantins. O clube vai ser julgado na próxima segunda-feira (26), pela segunda comissão disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol Tocantinense, porque teria, segundo a procuradoria do Tribunal, escalado um jogador irregular diante do Gurupi, no último sábado, quando derrotou o adversário no Estádio Rezendão. O jogador em questão é o meia Warley, que teria tomado um amarelo na na primeira rodada da segunda e no mesmo jogo levou m cartão vermelho direto, portanto, acumulando o cartão amarelo. Como teria sido o terceiro, não poderia jogar contra o Gurupi no último sábado. Warlei foi o autor do primeiro gol marcado de pênalti na vitória sobre o Gurupi por 2 a 1.


Caso a punição se confirme, o Alvorada perderá seis pontos, embolando de novo o grupo C da segunda fase. Atualmente o time alvoradense é lider com nove pontos e enfrenta o Kaburé no próximo, agora com a necessidade de vencer, se quiser continuar brigando pela vaga.


A diretoria do Alvorada alegou que não sabia do fato e que vai fazer a defesa do clube na próxima segunda-feira.


Veja o que diz o artigo 214


…Art. 214 Incluir na equipe ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta que não tenha condição legal de participar de partida, prova ou equivalente.
(ALTERADO)


PENA: perda do dobro do número de pontos previstos no regulamento da competição
para o caso de vitória e multa de R$ 1.000,00 (mil reais) a R$ 10.000,00 (dez mil
reais).


§1º Fica mantido o resultado da partida, prova ou equivalente para todos os efeitos
previstos no regulamento da competição.


§2º Não sendo possível aplicar-se a regra prevista no parágrafo anterior em face da
forma de disputa da competição, o infrator será desclassificado.


§3º A entidade de prática desportiva que ainda não tiver obtido pontos suficientes
ficará com pontos negativos.


§4º A ação disciplinar, nos casos previstos neste artigo, cabe privativamente à Justiça
Desportiva.


(Fonte: Gil Correia)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui