Professor kodansha e fisioterapeuta Ton Pacheco

A importância da prevenção de lesões no disco intervertebral – Fisioterapia Preventiva

Alguns tecidos do corpo humano têm de ser vistos e tratados com maior cuidado

A importância da prevenção de lesões no disco intervertebral – Fisioterapia Preventiva. Todos os tecidos do corpo humanos são nobres. Entretanto, alguns têm de ser vistos e tratados com maior cuidado, pois quando sofrem algum tipo de contusão demandam muito mais tempo para a reabilitação.

Então, vejamos a ordem de importância desses tecidos: nervos, artérias, veias, órgãos, discos, ossos, tendões, ligamentos, músculos e pele.

Neste artigo, vou escrever sobre a importância do disco intervertebral. Ele está presente entre uma vértebra e outra, para manter o espaço da saída do nervo do centro da coluna para o corpo e assim cumprir sua função neurológica.

O disco vertebral compõe-se de uma substância meio gelatinosa e esponjosa, e 80% de sua estrutura são preenchidos por água.

Nosso corpo, ao longo da vida, muda de postura o tempo todo, e isso faz com que o disco intervertebral trabalhe continuamente. Ou seja, dependendo da pressão exercida, um lado pode ficar menos hidratado que o outro e, se esse lado for por onde sai o nervo, aí se inicia um processo inflamatório na raiz do nervo.

Ao longo da vida, nosso corpo muda de postura o tempo todo e isso faz com que o disco intervertebral trabalhe continuamente

Nachemson é um médico suíço que mediu pela primeira vez a pressão do disco intervertebral e, por meio desse estudo, começou a explicar por que determinadas posturas são mais prejudiciais para a coluna vertebral que outras.

Vejamos o que diz o estudo: “A postura em que existe maior pressão sobre os discos intervertebrais, e consequentemente sobre a raiz da inervação, é a posição sentada, se comparada com a deitada e a em pé. Mas se a pessoa estiver em pé e fizer uma flexão anterior da coluna vertebral, querendo levar a mão ao solo com os joelhos estendidos, essa pressão aumenta 50%, se estiver sem carregar peso. Se esta mesma pessoa estiver sentada e quiser colocar as mãos nos pés com os joelhos estendidos, essa pressão aumenta 85%.

judoca
Os judocas devem utilizar a faixa de seu judogi para fazer alongamento de forma segura

No dia a dia da clínica de fisioterapia passamos o tempo todo dizendo aos pacientes para não fazerem essas posições, para terem cuidado ao pegar algo no solo, para dobrar sempre os joelhos, manter a coluna ereta sem fazer flexão etc.

Notamos que os alongamentos são feitos em pé levando as mãos ao solo, ou são feitos sentados levando as mãos ao solo, isso nas aulas de educação física e nos treinamentos de judô. Se pensarmos apenas nas estruturas – músculos, tendões e ligamentos –, tudo bem. Mas chega a impressionar o que recebemos de pacientes na clínica que não conheciam esse tal disco intervertebral.

Para pegar algo no solo é preciso dobrar sempre os joelhos e manter a coluna ereta sem fazer flexão

Alongando de forma segura

A orientação que damos aos judocas é que utilizem a faixa de seu judogi para fazer seu auto-alongamento de forma segura e ganhando tempo.

Deve-se realizar o alongamento dos membros inferiores e da coluna lombar deitados no solo sagrado – tatami –, onde o disco intervertebral não sofrerá irritação e, consequentemente, nem a raiz do nervo, para dessa forma não provocar uma dor irradiada na região mal alongada.

O tempo proposto de alongamento para um grupo de músculos é de 20 segundos, fazer de um lado e depois de outro (sem pressa). Eu sempre uso a frase “você é o reflexo de como usa a sua coluna intervertebral”.

Ton Pacheco enfatiza que somos o reflexo de como usamos a nossa coluna intervertebral

Muitos ao lerem este texto pensarão: “Poxa eu fiz isso a vida inteira e nunca senti nada. Esse autor é xarope”. Nos congressos de fisioterapia o que se escuta é o seguinte: 80% da população um dia já tiveram dor na coluna e ficaram travados. Os outros 20% terão nos próximos dias.

Cuide-se, escolha uma melhor postura no dia a dia. Aprenda sobre ergonomia!

Georgton Thomé Bujar Pachêco é
fisioterapeuta formado pela UNI/ABC, com especialização em administração e planejamento para docentes, acupuntura, pilates e RPG, professor kodansha roku-dan (6º dan), decacampeão brasileiro e presidente da Federação de Judô do Tocantins.

 

 

 

 

http://revistabudo.com.br/a-importancia-da-prevencao-de-lesoes-no-disco-intervertebral/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui