Em busca de um milagre. Vencer por uma diferença de três gols para levar decisão da vaga para os pênaltis, ou vencer por quatro ou mais gols para se classificar de forma direta. Esta é a missão do Tocantinópolis diante do Atlhetico Paranaense, na noite desta terça-feira (10), às 21h30, na Arena da Baixada, em Curitiba, no jogo da volta da terceira fase da Copa do Brasil. No jogo de ida disputado no Estádio Ribeirão, em Tocantinópolis o Furacão venceu por 5 x 2.

Jogadores e comissão técnica do TEC durante reconhecimento do gramado da Arena da Baixada – Jhorge/Assessoria do TEC/Divulgação

Após a derrota para o Atlhetico na Copa do Brasil, o TEC venceu na estreia do Brasileiro Série D Grupo 2 o Tuna Luso por 3 x 1. Depois disso vem de três jogos sem vencer: foi goleado pelo Fluminense (PI) por 4 x 0 (Teresina), 1 x 1 diante do Pacajus (Tocantinópolis) e no último sábado ficou no 0 x 0 contra o Juventude Samas (MA).

ATHLETICO-PR
Com a classificação encaminhada, Felipão deve fazer sua estreia escalando um time alternativo. Diante de uma sequência de seis jogos em 19 dias, algumas peças devem ser poupadas. Wesley Carvalho, treinador do time sub-20 que comandou o time principal na última partida, contra o Ceará, falou sobre os desafios de Felipão.

“O ponto mais difícil que o professor vai ter aí é o tempo para treinar. Ser bastante detalhista e eficaz no tempo que vai ter para poder trabalhar com os atletas e colocar a forma de jogar, deixar do jeito que ele gosta de jogar, das correções que vai ter que ter. O tempo para poder trabalhar é muito pouco. Vai ser muito mais conversa, muito mais vídeo, correções. É um cara experiente, acho que vai tirar de letra. Está acostumado com isso”, disse ele. (Com informações Futebol Interior).

R$ 3,2 milhões
Por ter chegado à terceira fase da Copa do Brasil, o Tocantinópolis já faturou R$ 3,270 milhões. E caso consiga chegar à quarta fase eliminando o Furacão, o Verdão do Bico embolsaria mais R$ 3 milhões.

Ficha Técnica


Atlhetico:
Bento; Orejuela, Nicolás Hernández, Dedé e Abner; Pablo Siles, Hugo Moura, Cittadini e Matheus Fernandes; Vitinho e Rômulo. Técnico: Felipão
Tocantinópolis: Chad;Wanderson, Betão e Léo Amaral; Alan, Rômulo, Hiltinho, Thiago Bagagem e Raí; Dudu e Edenilson Garcia. Técnico: Jairo Nascimento
Arbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)
Assistentes: Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ).

Local: Estádio Baixada da Arena (Curitiba)

Horário: 21h30

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui