O Tocantinópolis garantiu pelo quarto ano consecutivo, a vaga para a final do Campeonato Tocantinense, após vencer o União Araguainense (nos pênaltis) por 3 x 2, já que no tempo regulamentar os donos da casa perderam por 2 x 1 e a decisão da vaga foi para as penalidades.

Foi a partida da volta da semifinal do Campeonato Tocantinense disputada neste sábado (26), no Estádio Ribeirão, em Tocantinópolis, debaixo de um campo totalmente encharcado pelas fortes chuvas que caíram momentos antes do encontro.

O placar agregado terminou 2 x 2, já que cada equipe venceu um jogo. Na partida de ida em Araguaína, domingo passado, o TEC havia vencido por x 1 x 0 União.

A Renda foi de R$ 14,655 mil e público pagante de 977 torcedores.

PENALIDADES

Nas cobranças de pênaltis, o TEC marcou com Thiago Bagagem, Chico Bala e Veraldo. Tony Love desperdiçou chutando na trave.

Pelo lados do União: Gustavo Gomes e Ludemar marcaram para o União, enquanto, Martony, Adriano Michael Jakson e Jardisson perderam suas cobranças.

TEC
Thiago Bagagem – gol
Tony Love – trave
Chico Bala – gol
Veraldo – gol

UNIÃO
Gustavo Gomes – gol
Ludemar – gol
Martoni – perdeu no travessão
Adriano Michael Jakson – fora
Jardisson – goleiro Jeferson defendeu

Jogadores do TEC comemoram gol da partida diante do União ajoelhados – FOTOS: TEC EM FOCO/Divulgação

JOGO

Aos 24 minutos, após escanteio cobrado na área pelo meio-campista Thiago Bagagem, o zagueiro Betão se antecipou à defesa do União e tocou de chapa para as redes de Davi Guedes fazendo 1 x 0 para os donos da casa.
Aos 30 minutos, o lateral-direito Da Silva, do União, cruzou a bola na área, a defesa do TEC falhou, e o goleiro Jeferson deu rebote, e o meia Jardisson mandou para rede e deixando tudo igual 1 x 1. Ainda na primeira etapa, o TEC quase virou na frente. É que aos 41 minutos, o meia Raí arriscou de fora da área, a bola tocou no travessão e no rebote Jheimy finalizou e o goleiro Davi Guedes fez excelente defesa.

SEGUNDO TEMPO
Antes do primeiro minuto da etapa final, o árbitro Tarcísio Matos marcou pênalti do jogador Ronaldo do União. Após cobrança de escanteio, Ronaldo subiu com a mão e o árbitro marcou. Na cobrança, o artilheiro do campeonato, Jheimy bateu e o goleiro Davi Guedes defendeu mando a bola para escanteio. Depois disso, a partida ficou mais truncada e as duas equipes não criaram muitas jogadas perigosas.
Somente aos 27 minutos, após cobrança ensaiada de falta. Os jogadores trocam passes até Adriano Michael Jakson recebeu na entrada da pequena área e na saída do goleiro Jeferson rolou para o fundo das redes fazendo 2 x 1. Belo gol.
Depois com o campo ainda encharcado as duas equipes não conseguiram mais criar jogadas perigosa e o jogo terminou 2 x 1 para o União e foi para as cobranças de pênaltis.

OUTRA SEMIFINAL – CAPITAL X INTERPORTO

A outra semifinal acontecerá no próximo domingo, às 15h45, no Estádio Nilton Santos, em Palmas, entre Capital x Interporto. Por ter vencido o jogo de ida em seus domínios, no Estádio General Sampaio, em Porto Nacional, por 1 x 0, o Interporto joga pelo empate.

Por outro lado, o Capital para conquistar sua primeira final de Tocantinense terá que vencer por dois gols de diferença para garantir a vaga direta ou devolver o placar pela mesma diferença de um gol para levar a decisão para os pênaltis.

O árbitro Tiago Costa (Palmas) será o responsável por conduzir esta partida. Ele terá como assistentes Samuel Smith (Araguaína) e José Valcy (Tocantinópolis), e como quarto árbitro Eduardo Fernandes (Palmas).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui