Ciclista tocantinense percorre quase 2 mil km passando por quatro estados

Reconhecer o limite do corpo. Foi pensando assim que o ciclista Carlos Eduardo Pereira da Silva, o Karlim, que é motorista de ônibus da Expresso Miracema, pedalou quase 2 mil km entre Palmas e Teresina (PI).
“Eu pratico ciclismo apenas para cuidar da minha saúde e já faz vários anos. Gosto de pedalar” comentou o aventureiro ciclista tocantinense.


Sem ajuda de ninguém e apenas do próprio bolso, Karlim foi com a cara e coragem e, principalmente, pelo amor ao esporte.

Quatro estados pedalando

Nesta aventura, Karlim saiu de Palmas e percorreu quatro estados (Tocantins, Pará, Maranhão e Piauí). Segundo ele, percorria cerca de 200 km por dia durante uma semana.
Saiu de Palmas foi até Teresina, passando pelo Pará. Paraíso, Divinópolis, Maraianópolis, Caseara, atravessou o Rio Araguaia, chegando nas terras paraenses como as cidades de  Santana, Redenção e Conceição. Depois retornou ao Tocantins passando por Colinas, onde ficou na casa de uns amigos, antes de seguir sua caminhada.

Visitar as filhas

Saindo de Colinas foi para Araguaína, Wanderlândia, Darcinópolis, entrou para o Bico do Papagaio passando por Cachoeirinha do Tocantins, São Bento, Axixá e Sítio Novo. Nesta última cidade, ele tem duas filhas e aproveitou para fazer uma visita, onde segundo ele, passou o dia todo.

Depois seguiu para Imperatriz, no Maranhão, passou por Grajaú, Presidente Dutra, Caxias, Timon na Divisão com Teresina, no Piauí.

“Muitos amigos me consideram corajoso, pois fazer um passeio destes não é para qualquer um. Isso não é prova, não é correria. Às vezes na casa no travesseiro fico relembrando por alguns lugares bonitos que passei. Isso é gratificante”, comentou.

Desafio grande no Pará. Passou pelas áreas indígenas no Maranhão depois de Grajaú, onde disse ter sido bem recebido. O trecho mais complicado nos quase 2 km percorridos com sua bike foi no Maranhão, onde as estradas não estão boa para trafegar.

www.aloesporte.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui