Árbitro tocantinense Dagoberto Modesto leva soco de goleiro na Série D

O árbitro tocantinense Dagoberto da Silva Modesto, após a marcação de um pênalti e expulsar o goleiro Bruno Colaço, do Penarol (AM), foi agredido por um soco pelo atleta do time visitante. Vale destacar que a marcação do pênalti foi correta.

O lance foi no jogo entre Fast 3 x 2 Penarol, neste sábado, no estádio da Colina, em Manaus, pela terceira rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. Houve confusão, e os jogadores dos dois times, apartaram a briga, mas o policiamento precisou ser acionado para proteger a integridade física do árbitro tocantinense.

Goleiro Bruno Colaço, do Penarol (AM) durante a agressão ao árbitro tocantinense Dagoberto Modesto – Foto: Reprodução/TV

Dia de fúria

Bruno via o seu time vencer o jogo por 2 a 0 já no segundo tempo, quando num apagão, o Fast conseguiu três gols num intervalo de oito minutos. Aos 31 do segundo tempo, Jackie Chan, atacante do Fast, que já havia feito dois no jogo, recebeu um belo passe nas costas da defesa e saiu cara a cara com Colaço, que fez o pênalti para evitar o quarto gol.

Após a marcação da penalidade, o clima parecia tranquilo, guardadas as devidas proporções. O problema foi quando o árbitro tocantinense aplicou o cartão amarelo ao goleiro por conta da penalidade. Bruno se revoltou e começou a reclamar de forma mais veemente. Após ouvir uma frase, inaudível à distância, o árbitro aplicou um vermelho direto, e desencadeou o que culminaria na agressão. (Com informações do portal de Manaus – https://portalesportemanaus.com.br/?p=11687)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui