Paraíso busca a primeira vitória diante do Cefama no Brasileiro Feminino; Nota de repúdio

Valéria; Talita, Laiza, karol e Tauna; Cleidiane, Geicimara, Letícia e Andressa; Andryellen e Thainã. Esta será a equipe do Paraíso do técnico Léo Rios para enfrentar o Cefama (MA), neste sábado (5), às 16 horas, no Estádio Pereirão, em Paraíso. A partida é válida pela quarta rodada do pelo Brasileiro Feminino A-2 – Grupo B.
“Intensificamos mais, mudamos nossos horários de treinos, pra tentar imprimir um ritmo mais forte, só a vitória vai nos colocar ainda com chances de classificação”, comentou o técnico Léo Rios.

Valéria; Talita, Laiza, karol e Tauna; Cleidiane, Geicimara, Letícia e Andressa; Andryellen e Thainã. Esta será a equipe do Paraíso do técnico Léo Rios (foto)- Divulgação/Paraíso

Quinta colocada no grupo com dois pontos e chances matemáticas de classificação, a equipe do Paraíso vai em busca da primeira vitória no Brasileiro Feminino.
A equipe tocantinense disputou três partidas e obteve dois empates: 4 x 4 Vitória (na Bahia) e 0 x 0 Tiradentes (em Teresina/PI) e uma derrota em casa para o JC (AM) por 4 x 1.

Arbitragem feminina tocantinense – primeira vez

A partida terá pela primeira vez uma dupla feminina trabalhando na arbitragem de uma competição nacional juntas – https://aloesporte.com/63890-2/. São as árbitras Alvani Brito Nunes, que será a bandeira número 2 do jogo e Ana Érica Carvalho, que atuará como como quarto árbitro. Paraíso x Cefama terá arbitragem dos também tocantinenses Eduardo Fernandes Teixeira e o assistente número 1 Samuel Smith.

Nota de repúdio

Equipe feminina do Paraíso Esporte Clube repudia comentários proferidos por narradores esportivos em plataforma de streaming.

A equipe feminina do Paraíso Esporte Clube, tendo tomado conhecimento por torcedores e associados do Clube, vem por meio desta repudiar os desrespeitosos comentários proferidos por narradores e comentaristas durante transmissão de jogos pela plataforma de streaming MyCujoo (Eleven Sports), através da CBF TV.

Termos utilizados como “corpo avantajado” e “gordinha” foram utilizados pelos profissionais, em transmissão a nível nacional, para se referirem a jogadoras do clube, em contexto onde afirmam estarem acima do peso. Os fatos ocorreram durante a transmissão dos jogos entre Paraíso EC x JC-AM, no Estádio Pereirão, e Paraíso EC x Tiradentes-PI, no Estádio Albertão.

O Paraíso Esporte Clube enfatiza grande perplexidade com o conteúdo propagado pelos responsáveis de levar comunicação esportiva a admiradores do futebol feminino, com tamanha a quantidade de termos chulos e palavras de baixo calão utilizadas, lamentando, ainda, a total falta de respeito com o Clube e com o torcedor, visto que grande parte das atletas do clube são novatas e tiveram pouco tempo e recursos para preparação física.

O Clube, através de seu Departamento Jurídico, tomará medidas cabíveis, da mesma maneira espera uma reação efetiva da plataforma empregadora desses profissionais despreparados responsáveis por tais atos discriminatórios.

www.aloesporte.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui