Saiba quem são os jogadores mortos na tragédia da queda do avião do Palmas

O goleiro Ranule, o zagueiro e volante Guilherme Noé, o meia Marquinhos e o lateral-esquerdo Lucas Praxedes, vítimas do acidente aéreo logo após decolar em uma pista de pouso particular em Luzimangues (Tocantins) neste domingo (24), mais o presidente do Palmas, Lucas Meira e o piloto da aeronave Wagner Machado, 59 anos, ainda não haviam estreado pelo Tricolor.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a aeronave é um bimotor modelo Baron, de prefixo PTLYG, e que este avião pode transportar até seis pessoas por voo.

A assessoria do Palmas informou que o avião tinha sido adquirido há pouco tempo pelo presidente, Lucas Meira, e que estava em fase de transferência. O time informou que o avião não estava realizando serviço de táxi aéreo.

Os quatro atletas iriam para Goiânia num voo fretado para Goiânia para a partida desta segunda-fira (25), diante do Vila Nova (GO), pela segunda fase da Copa Verde, pois os quatro atletas estavam terminando o isolamento contra a Covid-19, enquanto que o restante do elenco do Palmas viajaria, também neste domingo, mas no vôo das 18h30s para Goiânia. Todos se encontrariam em Goiânia.

Inclusive neste domingo, se o time não tivesse avançado na Copa Verde jogaria a partida de volta da semifinal do Tocantinense contra o Araguacema, no Estádio Nilton Santos.

Na foto: Lucas Meira, piloto Wagner Machado, Guilherme Noé, Lucas Praxedes, Ranule e Marquinhos – Divulgação/Palmas

Quem são as pessoas vítimas do acidente:

LUCAS PRAXEDES – LATERAL-ESQUERDO – 23 ANOS
Natural de Campinas (SP), Praxedes, que tinha 23 anos anos, passou pelo time sub-17 da Inter de Limeira antes de chegar ao Capivariano. Já no clube de Capivari, foi vice-campeão do Paulista sub-20, em 2016, e estreou no time principal no ano seguinte.
Além de Inter e Capivariano, Lucas Praxedes acumulou passagens por Coimbra, São José, Marcílio Dias, Marília, Botafogo-PB e XV de Jaú, onde disputou a Segunda Divisão do Campeonato Paulista (a quarta divisão estadual, na prática). O lateral havia se transferido para o Palmas recentemente.

MARCUS MOLINARI, O MARQUINHOS: MEIA DE 23 ANOS
Marcus Vinicius Molinari Reis nasceu em 1997 e foi revelado pelas categorias de base do Villa Nova, de Nova Lima. Meio-campista, o filho de Marinho atuou também por Araxá, Santos, Tupi, Ipatinga, Tupynambás até chegar ao Palmas, na temporada 2020.
Marquinhos era filho de Mairon César Reis, o Marinho, atuou com a camisa atleticana entre 2006 e 2008 e anotou 28 gols em 68 jogos pelo Galo. Ele marcou 17 gols na campanha do título da Série B do Campeonato Brasileiro e também levantou a taça do Campeonato Mineiro de 2007 com o clube.

GUILHERME NOÉ – ZAGUEIRO/VOLANTE – 28 ANOS
Aos 28 anos, Gulherme Noé conhecia bem o Palmas. Afinal, foi campeão estadual em 2019. Ele começou a carreira na base do Corinthians e rodou. Passou por Tombense-MG, Tupi-MG, Mirassol-SP, Batatais-SP, Caldense-MG, Rio Preto-SP, São Bernardo-SP, Ipatinga-MG, Nacional de Muriaé, entre outros.

RANULE – GOLEIRO DE 27 ANOS
Ranule tinha 27 anos e foi chamado de goleiro-artilheiro em sua apresentação pelo Palmas. Ele marcou um gol em jogo-treino. Ranule passou por Minas Boca (MG), Guaxupé (MG), Nacional de Muriaé (MG), Villa Nova (MG), Atlético (ES), Democrata (MG), Tupi (MG), Portuguesa (RJ), Resende (RJ) e Sampaio Corrêa (RJ).

Piloto da eronave – Wagner Machado, 59 anos.

Lucas Meira

Lucas Meira era natural de Goiânia e morava em Palmas desde 2007. Lucas é filho de Adair Meira, diretor presidente da Rádio Clube de Goiânia/Rádio Sagres e instituidor do Sistema Sagres. Lucas Tinha 32 anos e atuou como presidente e conselheiro da Renapsi, desenvolvendo projetos de formação e acesso ao primeiro emprego para jovens de Palmas e de todo o país. Era presidente do clube e atuava em startups de educação e mobilidade. Lucas deixa a esposa e uma filha. Ele assumiu o Palmas em fevereiro de 2017.

www.aloeporte.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui