Nico Lima durante uma transmissão de rádio no Estádio Mangueirão, em Belém (PA) – Divulgação

Confira a história do cronista esportivo da cidade de Araguaína Nico Lima

Manoel Lima de Sousa, popularmente conhecido como Nico Lima, 49 anos, uma das feras da crônica esportiva do Estado, em especial, sua terra natal, Araguaína. É casado com Cléia Gomes de Sousa, tem três filhos, Fernanda, Matheus e Gabriel. O site Alôesporte www.aloesporte.com abre espaço para contar um pouco mais da história deste irreverente e batalhador cronista chamado Nico Lima.

História
Nico Lima como a maioria dos amantes do rádio esportivo, sempre foi apaixonado em ouvir as transmissões de futebol. Conta ele que ouvia muito a Rádio Globo, Tupy e a Brasil Central de Goiânia. Com o passar do tempo foi tomando gosto pelas transmissões e colocou na cabeça que queria trabalhar numa rádio. “Meu irmão o Gonzaga falou com o Jardenir Jorge para ele me dar uma oportunidade. Não deu outra e fui chamado. Sou grato eternamente”, destacou. Em janeiro de 1989, começou a trabalhar ao lado de Jardenir Jorge, Veríssimo Brito e Rogério Casa Nova.

Rádio Tocantins FM
Nico Lima lembra que o primeiro programa esportivo da Rádio Tocantins FM se chamava Esporte 97. Não demorou muito e foi para a Rádio Anhanguera AM, Equipe de Vanderlan Gomes. Conta Nico Lima que era bastante jovem, só tinha 18 anos, mas foi aprendendo e se destacando ao lado de muitas feras da crônica araguainense da época como cocó José Neto, Adeuvaldo Macedo, Jota Alves, Neto Araújo, Sinomar Gonçalves. Mas na época eles cobriam o esporte Amador “Tínhamos muitos times fortes, o Campeonato Municipal de Araguaína tinha Araguaia, Araguaína Transtrevo, Noroeste Paulistão, JK, Vanderlândia, Nacional de Nova Olinda e Wanderlandia”, recorda Lima dizendo que logo chegou a Era Profissional e em 1994, o União Araguainense sagrando-se campeão Estadual e no ano seguinte campeão da Copa Tocantins (1995).

Nico Lima durante partida no Estádio Mirandão, em Araguaína – Divulgação

Timaço
O cronista faz questão de voltar ao tempo e escalar o “timaço” do União Araguainense com: Celso; Zé Carlos, Duílio, Carlinhos e Juanito; Ary Baía, Fabinho Bala, Ção e Wiltinho. “Era uma seleção buscou muitos jogadores do Maranhão depois veio o Araguaína Futebol e Regatas”, comentou.

Nico Lima disse que trabalhou até 1998 e teve que ir embora para Brasília, pois sua esposa estava com complicação na gestação que eram gêmeos: o Gabriel nasceu de cinco meses e a Gabriela não resistiu.

Goiânia
Depois foi com a família para Goiânia morar com sua irmã Maria. Ele conta que por meio de Luiz Gama teve a oportunidade de trabalhar na Rádio Jornal 820, Bandeirantes ao lado de grandes nomes como Nilton César, Carlos Antônio, Fernando Lima, José Calazans, Djalma Júnior, Januário Oliveira e tantos outros.

No ano de 2005 voltou para Araguaína, e na época não tinha programa de rádio, foi aí que surgiu o programa na Tocantins FM ao lado do Mestre Jardenir Jorge e o seu filho Jorge Frederico, hoje deputado estadual, e Sinomar Gonçalves.

Em 2006, o Araguaína montou um time forte e foi campeão em cima do Tocantinópolis com: Anderson, Paraíba, Leonard, Marraquete, Ney Baiano e kilzer; Guará, Ederson, Cleiton e Anderson, “esqueci o outro nome”. E a rádio sempre presente ao lado do Tourão do Norte e dos times que representam a cidade NASA várias competições, seja estadual ou nacional.

Lindomar Sousa e Nico Lima: a dupla da e do Programa Show de Bola Rádio e TV de Araguaína – Fotos: Arquivo Pessoal

Televisão
Nico Lima deixa a rádio e vai para televisão. Isso ocorreu em 1997, em sua primeira experiência ao lado do experiente comunicador Gerônimo Cardoso, na TV Cultura. Já em 2008, esteve junto com Lindomar de Sousa e Adeuvaldo Macedo e montaram a equipe e o programa Show de Bola Rádio e TV, onde trabalharam na TV Brasil, TV Cultura, REDE TV. Hoje ao lado de Lindomar de Sousa estão na TV Aratins Canal Digital Rede Meio NORTE. “No dia 2 de junho, nosso programa completará 12 anos”, conta ele.

Nico Lima também abre espaço para agradecer os locais onde trabalhou e as pessoas com quem convivem nesta caminhada até hoje. Cita os nomes de Roberto Guerrero, Lileco Silva, Rafael Chaves, Vicente Ferreira, Chico Correia, Amanda Flôr e Leidei Vieira. Ele lembra ainda que a sua equipe também teve passagens pela Rádio Mais FM e Cidade FM.

Bate pronto
Ídolo no futebol: Romário, Zico e Roberto Dinamite
Melhores jogadores que viu jogando no Tocantins, na verdade são vários: Fabinho (União), Nego Bala (União), Leonard, Fernando Gabriel (Araguaína), mas para Nico Lima, o melhor de todos foi o atacante Lucca (Palmas), que hoje joga no Mundo Árabe. “O melhor jogador que vi jogando nosso futebol tocantinense foi o Lucca”, ressaltou.

Perfil:
Nome: Manoel Lima de Sousa
Apelido: Nico Lima
Idade: 49 Anos
Data de nascimento: 03/10/1970
Natural: Araguaína
Casado: Cleia Gomes de Sousa
Filhos: Fernanda, Matheus e Gabriel

www.aloesporte.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui