Presidente Fábio Dias durante o programa CBN Tocantins Esportes com Reinaldo Cisterna e Nei Oliveira – Foto: Willian/CBN –  https://www.cbntocantins.com.br/cmlink/cbnto/programas/cbn_esportes/CBNEsportes.cbnto.pro

Araguacema vai recorrer, mas entrará em campo contra o Arsenal na busca da vaga 

Araguacema vai recorrer, mas entrará em campo contra o Arsenal na busca da vaga. A diretoria do Araguacema se reuniu com jogadores e comissão técnica na noite de ontem (3) e decidiram permanecer no Tocantinense da Segunda Divisão. O clube foi julgado na noite da última segunda-feira (2) e punido com a perda de seis pontos. Com isso, perderam a vaga direta para Primeira Divisão 2020. Agora o Araguacema enfrenta o Arsenal em dois jogos e quem somar mais pontos no duelo garante vaga na elite do Tocantinense.

Segundo o presidente Fábio Dias, todos entenderam que existe a possibilidade de o clube se classificar, mesmo sendo com a terceira vaga e resolveram ir à luta. “Nosso jurídico vai entrar com uma liminar contra a punição ao clube, mas vamos a campo tentar nossa vaga”, destacou o presidente.

Jogadores e Comissão Técnica do Araguacema durante a reunião de ontem à noite – Divulgação

Caso
O Araguacema foi punido com a perda de três pontos e deixou de pontuar os três que ganhou na partida da referida punição, o que representa seis pontos, além de uma multa de R$ 500,00 durante o julgamento realizado ontem à noite (2) pela Segunda Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Federação Tocantinense de Futebol (FTF). Com isso, o clube perde o acesso direto à elite do Tocantinense 2020 e terá que lutar pela terceira vaga diante do Arsenal (Tocantinópolis).

O clube foi punido em razão do jogador Taniel Gomes Ferreira não ter cumprido uma punição de dois jogos. Segundo o relatório, Taniel Gomes Ferreira havia sido expulso na primeira rodada da competição, quando o time estreou no empate por 1 x 1 com o Nova Conquista/Miranorte. No julgamento, o jogador pegou dois jogos de suspensão.
Apesar de o clube alegar que não foi notificado, por isso colocou em campo o atleta sem ter o conhecimento do fato.O Araguacema ainda pode recorrer após o julgamento.

www.aloesporte.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui