Morre em acidente automobilístico o ex-jogador do Força Jovem de Lavandeira 

Revelado no futebol do Distrito Federal, Agenor que tinha 38 anos, acumulou passagens por Paraná, Ponte Preta, Brasiliense, América Mineiro e Santo André. O jogador no futebol goiano, também teve uma pequena passagem pelo Vila Nova e no interior defendeu Morrinhos e Rio Verde.  Também atuou este ano no Campeonato Tocantinense defendendo as cores do Força Jovem que chegou na semifinal da competição. E Agenor era um dos principais destaques do time de Lavandeira.

No entanto, o ápice da carreira do volante foi com a camisa do Atlético-GO nos anos de 2009, 2010 e 2011. Agenor conquistou o acesso com o Dragão para a Série A do Campeonato Brasileiro no ano de 2009 e fez um dos gols decisivos na final do Goianão-2010 contra o Santa Helena no Estádio Pedro Romualdo Cabral.

Atuou no Atlético ao lado do goleiro Márcio, lateral Rafael Cruz, zagueiros Jairo e Gílson, volantes Pituca e Robston, meias Elias e Anaílson e foi treinado por Artur Neto, Paulo César Gusmão, Geninho e outros profissionais. Atualmente defendia o Planaltina e jogava partidas no futebol amador.

Agenor durante entrevista, ele tinha 38 anos, acumulou passagens por Paraná, Ponte Preta, Brasiliense, América Mineiro e Santo André e o Força Jovem de Lavandeira – Divulgação

“Infelizmente. É uma notícia muito triste, eu não esperava. Estava dirigindo para minha casa e fui pego de surpresa. O Agenor foi um jogador que honrou a camisa do Atlético, vestiu com muito carinho, muita garra e muita disposição.Quando subimos para a Série A em 2019, contra o Juventude, ele fez um gol de cabeça. Foi um jogador muito importante para nós e que tem uma história bonita dentro do Atlético e num momento muito vencedor do clube”, lamentou Adson Batista em entrevista às Feras do Kajuru.

futebol
Agenor vestindo a camisa do Força Jovem no Campeonato Tocantinense 2019 – Divulgação

O presidente executivo do clube ainda relembrou como foi o processo de contratação do volante no ano de 2009. “Eu contratei o Agenor, mas eu já havia tentado trazê-lo em várias oportunidades porque nós já conhecíamos ele do futebol de Brasília. Era um jogador que nós sempre tivemos interesse em trazer, mas que nas primeiras investidas eu não tive sucesso. Depois nós conseguimos contratá-lo e ele ficou muito tempo aqui com a gente. Era um atleta muito importante na marcação, que dava liberade para o time atacar com três, quatro ou cinco jogadores. É uma dor muito grande, vamos fazer todas as homenagens possíveis para ele. Infelizmente ele se foi muito novo nesse acidente”.

Acidente

Segundo informações, Agenor perdeu o controle do veículo, se chocou com uma moto e não resistiu aos ferimentos. O motorista da motocicleta também morreu.  Ele estava dirigindo pela ponte do córrego Mestre D’Armas, em Planaltina, quando perdeu o controle do automóvel, atravessou a pista, se chocou com a moto e capotou. Ele morreu ainda no local. Uma carreta chegou a bater nos dois veículos, mas o motorista não se feriu.

https://sagresonline.com.br/esportes/atletico-goianiense/96182-ex-volante-do-atletico-morre-em-acidente-de-transito

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui